DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO DO FEIJOEIRO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS - DOI: 10.7127/rbai.v12n200676

Chaiane Guerra da Conceição, Adroaldo Dias Robaina, Marcia Xavier Peiter, Ana Rita Costenaro Parizi, João Antônio da Conceição

Resumo


Dentre os fatores que mais influenciam no sucesso de lavouras produtivas e de qualidade, o déficit hídrico está entre um dos mais agravantes. Desta forma, a irrigação apresenta-se como uma forte aliada, por meio da reposição de água requerida pelas cultiras. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a influência da aplicação de diferentes lâminas de irrigação sobre os componentes de crescimento da cultura do feijão, cultivado na região de Alegrete, RS, Brasil. O trabalho foi desenvolvido em casa de vegetação da Universidade Federal do Pampa, Campus Alegrete, RS, no período de fevereiro a maio de 2016. Foi utilizada a cultivar BRS Valente. Os tratamentos de irrigação foram: 25, 50, 75, 100 e 125% de reposição da evapotranspiração da cultura, sob um delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições. O manejo de irrigação baseado em turno de rega fixo de quatro dias. Durante o ciclo da cultura do feijão foram avaliados os componentes de crescimento como altura de plantas (cm), diâmetro do caule (mm) e índice de área foliar (m2 m-2). Para as condições de clima, solo e estratégia de manejo em que o experimento foi conduzido, os componentes do crescimento apresentaram-se de forma crescente conforme o incremento das lâminas de irrigação, apresentando os maiores valores para a lâmina de 125% de reposição da evapotranspiração da cultura para todos os parâmetros estudados.


Palavras-chave


Phaseolus vulgaris L.; déficit hídrico; evapotranspiração

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597