IMPACTOS DAS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA CULTURA DA SOJA NO NORDESTE DO ESTADO DO PARÁ - DOI: 10.7127/rbai.v12n200744

Paulo Jorge de Oliveira Ponte de Souza, Cleyson Danilo Monteiro Santos, Everaldo Barreiros de Souza, Evandro Chaves de Oliveira, Joyse Tatiane Souza Santos

Resumo


Este trabalho teve como objetivo simular a produtividade da cultura da soja (Glycine max (L) merril.) na região nordeste Paraense, com base nos cenários de mudanças climáticas no Estado do Pará, através do uso de um modelo de crescimento para a simulação da produtividade da soja. Para as projeções futuras, foram utilizados os cenários A2 e B2, gerados por um modelo climático regional (HadRM3P) para os anos de 2070 e 2100. Os resultados mostram que, para os cenários pessimistas (A2) e otimistas (B2) sem incremento de CO2, as alterações climáticas poderão propiciar uma redução de até 77,7% e 66,8% na produtividade da soja para região no ano de 2100, respectivamente. Considerando o incremento de CO2 podem ocorrer ganhos na produtividade da cultura de 11,3% e 4,4% para o ano de 2070 para ambos os cenários futuros de mudanças climáticas, A2 e B2, respectivamente.

Palavras-chave


mudanças climáticas; modelagem agrometeorológica; Glycine max; produtividade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597