INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO E DA ADUBAÇÃO COM FERTILIZANTE ORGÂNICO E MINERAL NA CULTURA DO GIRASSOL - DOI: 10.7127/rbai.v12n200798

Krishna Ribeiro Gomes, Geocleber Gomes de Sousa, Thales Vinícius de Araújo Viana, Fellype Rodrigo Barroso Costa, Benito Moreira de Azevedo, Jonnathan Richeds da Silva Sales

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a influência de diferentes lâminas de irrigação e adubação orgânica e mineral no acúmulo de biomassa e nas trocas gasosas do girassol. O estudo foi desenvolvido na área experimental pertencente à Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza, Ceará, no período de agosto a novembro de 2013. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 5x3, referentes a cinco lâminas de irrigação (L1 - 50%, L2 - 75%, L3 - 100%, L4 - 125% e L5 - 150% da ECA), e três fertilizações, F1 - orgânica (utilizando-se biofertilizante bovino de fermentação aeróbia), F2 - mineral (com base em 100% da recomendação de NPK) e F3 - sem adição de fertilizantes (testemunha), com cinco repetições. Foram analisadas as seguintes variáveis: taxa fotossintética, transpiração, condutância estomática, matéria seca das folhas e da raiz. A cultura do girassol apresentou maior matéria seca da folha e da raiz, melhor desempenho na fotossíntese, condutância e transpiração na lâmina irrigação equivalente a 150% da ECA, quando adubada com mineral e o biofertilizante bovino. O fertilizante mineral proporciona maior desempenho da fotossíntese, transpiração e condutância estomática em plantas de girassol, em relação à testemunha e o biofertilizante bovino. A lâmina de irrigação de 150% da ECA evidencia maior fotossíntese, transpiração e condutância estomática em plantas de girassol.


Palavras-chave


Helianthus annuus L; Trocas gasosas; Estresse hídrico;Nutrição mineral.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597