CLOROFILÔMETRO PORTÁTIL COMO FORMA DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO E ADUBAÇÃO NITROGENADA EM AVEIA-BRANCA - DOI: 10.7127/rbai.v12n200803

Anderson Prates Coelho, Rogério Teixeira de Faria, Alexandre Barcellos Dalri, Luiz Fabiano Palaretti, José Renato Zanini

Resumo


A utilização de clorofilômetros na agricultura é uma maneira eficiente de determinar estresses nutricionais e hídricos sofridos pelas culturas, além de dar embasamento para tratos culturais como adubação nitrogenada e irrigação. Objetivou-se avaliar a dose de N em cobertura, fornecida por efluente de esgoto, e a lâmina de irrigação que não causa estresse na cultura da aveia-branca, através de leituras indiretas de clorofila, além de indicar a melhor folha para a avaliação. O experimento foi conduzido na FCAV/Unesp, Jaboticabal, SP. Os níveis de efluente de esgoto na lâmina de irrigação foram de 100%, 87%, 60%, 31% e 11% para os tratamentos E5, E4, E3, E2 e E1, respectivamente, com as doses de N variando na mesma proporção. As lâminas de irrigação para os tratamentos L5, L4, L3, L2 e L1 seguem os mesmos níveis anteriores, respectivamente. Cada tratamento apresentava 4 repetições. A leitura de clorofila (ICF) foi realizada pelo clorofilômetro Falker ClorofiLOG® 1030 nas folhas bandeira (FB) e bandeira -1 (FB-1). Os dados foram submetidos à análise de variância (Teste F) e o teste de média foi realizado pelo teste t de Student ao nível de 5% de significância. As regressões foram comparadas pelo teste de Akaike. Não houve diferença da leitura de clorofila entre a FB e FB-1. A dose de N em cobertura que garantiu o maior ICF foi de 91,7 kg ha-1. A lâmina mínima de irrigação que apresentou o maior ICF foi de 74,3% da ETc. Plantas sob estresse apresentam maior relação clorofila a/b.


Palavras-chave


Engenharia Agrícola; Engenharia de água e solo; Irrigação e Drenagem

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597