CRESCIMENTO E BIOMASSA EM PLANTAS DE SORGO SACARINO IRRIGADOS COM ÁGUA SALINA SOB ADUBAÇÃO FOSFATADA - DOI: 10.7127/rbai.v12n200826

Francisco Vanies da Silva Sá, Evandro Franklin de Mesquita, Urandy Alves de Melo, Emanoela Pereira de Paiva, Antonio Missiemário Pereira Bertino, Rômulo Carantino Lucena Moreira

Resumo


Objetivou-se com este trabalho avaliar a influência de doses de superfosfato simples sob o crescimento e acúmulo de biomassa em plantas de sorgo sacarino irrigado com água salina. O experimento foi conduzido no delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial 2 x 4, constituído de dois níveis de salinidade da água de irrigação: S1=0,6 e S2= 3,0 dS m-1 e quatro doses de superfosfato simples: P1= 0,0; P2=10,0; P3= 20,0 e P4 = 30,0 mg dm-3 com 6 repetições e duas plantas por parcela. As plantas de sorgo sacarino foram cultivadas em vasos com capacidade de 1 dm3 de solo durante 35 dias após a semeadura, onde foram avaliadas e crescimento e acúmulo de matéria seca, e a salinidade do extrato de saturação do solo. O aumento da salinidade da água afeta o crescimento e o acúmulo de matéria seca das plantas de sorgo sacarino, porém a adubação com superfosfato simples reduz a salinidade e sodicidade do solo, amenizando o efeito do estresse salino sobre as plantas de sorgo sacarino. As doses de superfosfato simples de 30 ou de 17 g dm-3 são as mais indicadas quando as plantas de sorgo são irrigadas, respectivamente, com água de condutividade elétrica de 0,6 e 3,0 dS m-1.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597