INFLUÊNCIA DE NÍVEIS FREÁTICOS NOS PARÂMETROS PRODUTIVOS E FISIOLÓGICOS DA CULTURA DO RABANETE - DOI: 10.7127/rbai.v12n500866

Antonio Vanklane Rodrigues de Almeida, Márcio Facundo Aragão, Humberto Gildo de Sousa, Francisco Mardones Sérvulo Bezerra, Alexsandro Oliveira da Silva

Resumo


O encharcamento do solo é um problema para agricultura, principalmente para culturas de ciclo curto como o rabanete, devido a sua susceptibilidade ao excesso de água no solo. Diante disto, um experimento foi realizado com o objetivo de avaliar o rendimento da cultura do rabanete sob diferentes níveis freáticos. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados com cinco tratamentos: lençol freático mantido constante nas profundidades de 5, 10, 20, 30 cm e um tratamento testemunha (sem a presença de lençol freático) e 6 repetições, totalizando assim 30 unidades experimentais. Para tanto, foram utilizados tanques de drenagem durante dois ciclos de produção (03/05/17 à 02/06/17 e 20/06/17 à 20/07/2017), onde foram analisadas variáveis de rendimento como: diâmetro médio da raiz, massa fresca da parte aérea e raiz, massa seca da parte aérea e raiz, além de trocas gasosas como: taxa de fotossíntese líquida, condutância estomática, transpiração e temperatura foliar. Os dados foram submetidos a análise de variância e posteriormente ao teste de Tukey a 5% de probabilidade. A maioria das variáveis estudadas apresentaram redução nos seus valores à medida que o lençol freático se aproximou da superfície, o tratamento com nível freático de 20 cm de profundidade apresentou condições favoráveis ao desenvolvimento da cultura.

Palavras-chave


Drenagem agrícola; Raphanus Sativus L.; excesso hídrico.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597