DOSES DE POTÁSSIO NA PRODUTIVIDADE E ARMAZENAMENTO PÓS-COLHEITA DE CULTIVARES DE CEBOLA - DOI: 10.7127/rbai.v12n500890

Geraldo Milanez de Resende, Jony Eishi Yuri, Nivaldo Duarte Costa

Resumo


Como o objetivo de avaliar os efeitos de doses de potássio sobre a produtividade e armazenamento pós-colheita de bulbos de cultivares de cebola em solo com alto teor do nutriente, em cultivo de verão, conduziu-se um experimento no período de setembro de 2013 a março de 2014, em Petrolina-PE. O delineamento experimental utilizado foi de blocos ao acaso no esquema fatorial 5x2, compreendendo cinco doses de potássio (0; 60; 120, 180 e 240  kg ha-1) e duas cultivares (Alfa Tropical e Alfa São Francisco), com quatro repetições. A cultivar Alfa São Francisco apresentou maior produtividade comercial de bulbos (45.000 kg ha-1) comparativamente a cultivar Alfa Tropical que alcançou 42.200 kg ha-1. A maior produtividade foi obtida com 144 kg ha-1 de K2O (47.100 kg ha-1), enquanto a dose de máxima eficiência econômica foi de 142 kg ha-1 de K2O (47.066 kg ha-1). A produtividade não comercial (refugos) reduziu linearmente com o aumento das doses de potássio, sendo que a cultivar a Alfa São Francisco apresentou-se menor produção de bulbos refugos (2.900 kg ha-1) em relação a cultivar Alfa Tropical (5.200 kg ha-1). Maior massa fresca e diâmetro do bulbo foram obtidos com a aplicação de potássio, assim como menores perda de massa fresca, aos 30 e 60 dias após colheita.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597