EVAPOTRANSPIRAÇÃO DE REFERÊNCIA PELAS EQUAÇÕES DE HARGREAVES NA MESORREGIÃO DO TRIÂNGULO MINEIRO E ALTO PARANAÍBA – MG - DOI: 10.7127/rbai.v12n500936

José Eduardo Pitelli Turco, Lucas Hordones Chaves

Resumo


A FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations) recomenda utilizar a equação de Penman-Monteith para estimar a evapotranspiração de referência (ETo), que exige dados meteorológicos que dificultam sua aplicação. Com este trabalho, objetivou-se verificar a eficiência de três equações de Hargreaves comparando-as com a equação de Penman-Monteith, nas condições climáticas da mesorregião do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – MG, e fazer a calibração local e regional das equações, baseadas na temperatura do ar. Para tanto, utilizou-se dados médios diários dos anos de 2009 a 2015, de radiação solar global, velocidade do vento, temperatura do ar e umidade relativa do ar, obtidos em estações meteorológicas automáticas.A análise dos resultados foi realizada por meio da aplicação de técnicas que verificaram a integridade dos dados meteorológicos e para avaliação da estimativa da ETo, foram adotadas metodologias de análise dos dados médios e de desempenho das estimativas. As equações de Hargreaves ajustadas, local e regional, são uma alternativa eficiente para estimar a ETo diária em locais do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br

+55 85 32681597