Desempenho comparativo de métodos para a estimativa da evapotranspiração de referência (ET0) - DOI: 10.7127/rbai.v5n200045

Glaucio Luciano Araujo, Edvaldo Fialho dos Reis, Camila Aparecida da S. Martins, Venilton Santos Barbosa, Rogerio Rangel Rodrigues

Resumo


A evapotranspiração de referência (ET0) pode ser estimada por diversos métodos, sendo o método de Penman-Monteith-FAO 56, considerado o método padrão de referência. O objetivo deste trabalho foi comparar o desempenho dos seguintes métodos para estimativa de evapotranspiração Radiação-FAO 24, Blaney-Criddle-FAO 24, Hargreaves & Samani, Camargo e Irrigâmetro, em relação ao método padrão proposto pela FAO, Penman-Monteith-FAO 56, em intervalos de um, três, cinco e sete dias, nas condições climáticas do sul do Espírito Santo. O método do Irrigâmetro foi o que apresentou as melhores estimativas da ET0 em relação ao método padrão, independentemente do intervalo analisado, superestimando a ET0 em 1,58; 1,59; 1,61 e 1,61% para os intervalos de 1; 3; 5 e 7 dias respectivamente. Os métodos de Camargo e Blaney-Criddle-FAO 24 subestimaram os valores da ET0. Os métodos da Radiação-FAO 24 e Hargreaves & Samani superestimaram a evapotranspiração em relação ao método padrão, independentemente do intervalo analisado. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Agricultura Irrigada - RBAI

ISSN: 1982-7679

E-mail: revista@inovagri.org.br